Flutuações nos preços dos títulos do Tesouro Direto

Entre a data de compra e a de vencimento de um título público, seu preço flutua em função das condições do mercado e das expectativas quanto ao comportamento das taxas de juros.

O objetivo do post não é mostrar o que influencia a volatilidade dos preços nem falar sobre o mercado secundário, mas falar sobre o comportamentos dos títulos públicos com relação a essa volatilidade.

Alguém já deve ter lido que o Tesouro Selic é o menos arriscado. Quando isso é dito, a ideia é que ele não sofre com a volatilidade do mercado. Isso significa que amanhã, o preço do LFT, ou Tesouro Selic, valerá mais do que hoje. A parte "menos arriscado" da frase anterior é no sentido de que você não corre o risco de perder dinheiro caso queira vender o título antes do prazo de vencimento.

Os títulos indexados ao IPCA, ao IGPM e os pré-fixados sofrem com a variação dos preços dia a dia. Isso significa que, na abertura do mercado, o valor de um desses títulos pode estar com um rendimento mensal de 1,35%, ao passo que, no final do dia, ele caia para 1,1% mensal. Pode acontecer também de o rendimento estar negativo. Sim, sim. Você leu corretamente. Você pode perder dinheiro caso venda antecipadamente. Isso pode ter te surpreendido, mas não se preocupe, caso com isso você vá manter o título até a data de vencimento. Nela, o título vai render exatamente o contratado. Se você comprou um título pré-fixado com rendimento de 12,40% ao ano, então seu rendimento bruto - antes dos descontos das taxas de administração, imposto de renda etc - será exatamente este.

Se você acessar o link http://www.tesouro.gov.br/web/stn/tesouro-direto-balanco-e-estatisticas, você poderá ver todo o histórico de preços e taxas de todos os títulos desde 2002, quando os títulos públicos surgiram.

Note que o preço das LFT sempre aumenta, dia a dia. Em nenhum dia, houve uma queda. Mas essa é a ideia da LFT. Repare que as taxas dos títulos indexados ao IPCA variam dia a dia. Em uma época, elas podem estar altas, enquanto, em outras, elas podem estar baixas.

Neste mesmo link, você pode ver relatórios mensais e tirar dúvidas como, por exemplo, o rendimento mensal de um determinado título. Repare que, em alguns meses, alguns títulos têm rendimentos negativos, mas lembre-se sempre: uma vez mantidos até o vencimento, eles nunca terão rendimentos diferentes dos que foram contratados no ato da compra.

Um último link que gostaria de deixar aqui no post é este: http://www.tesouro.gov.br/pt/-/rentabilidade-acumulada. Nele, você consegue ver qual foi a rentabilidade nos últimos 30 dias, no mês passado, no ano e nos últimos 12 meses. Bem interessante notar que alguns títulos tiveram rentabilidade mensal bem alta. Muitas pessoas costumam fazer especulação com título público. Compra e espera chegar em um rendimento mensal alto. Com isso, vendem e conseguem algo em torno de 1,5% ao mês, já líquidos do imposto de renda. Sugiro tomar muito cuidado caso vá fazer isso. Caso a sua intenção não envolva especulação, a sugestão é manter o título até o vencimento.

Qualquer dúvida, comentário, sugestão, deixe um comentário.

Obrigado pela visita!

Twitter do Guia Monetário: https://twitter.com/guiamonetario.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os CDB's do Banco do Brasil

O banco Intermedium, seu LCI e CDB.

LCI do banco Intermedium - atualizado para dezembro 2016